Relatório 2016

RIO MUSIC BUZZ 2016

O Rio de Janeiro foi o centro das atenções da indústria da música entre os dias 12 e 14 de dezembro. A quarta edição do Rio Music Buzz, promovido pela Associação Brasileira da Música Independente (ABMI) e pelo SEBRAE, foi realizado no Centro Sebrae de Referência do Artesanato Brasileiro (CRAB) e reuniu importantes nomes do mercado, entre gravadoras, editores, empresários artísticos, músicos, mídia, além de convidados internacionais de empresas e entidades do setor.

O evento reuniu mais de 500 participantes em torno de palestras, showcases, painéis e rodadas de negócios, e capacitou mais de 260 profissionais em workshops com representantes de empresas brasileiras e estrangeiras.

A programação de 2016 também incluiu um Talk Show com Jards Macalé, Charles Gavin e João Pimentel, além de Happy Hours com música ao vivo do Arranco de Varsóvia e Ninah Jo.

Além das atividades no CRAB, o Rio Music Buzz realizou os showcases com o DJ Ricardo Imperatore, Flávia Dantas e Raquel Coutinho no Teatro Odisséia.

Dia 13 de dezembro

O Rio Music Buzz inicia o evento com as boas vindas e as apresentações
das entidades e da delegação internacional.

Wilson Souto, presidente da ABMI, e Heliana Marinho, coordenadora do SEBRAE, abriram o Rio Music Buzz dando as boas vindas a todos os participantes. Na sequencia, Leandro Silva, diretor da BMA, e Robert Singerman, da CAB (Chile Argentina Brasil) – Music Trade Mission Tour, apresentaram os delegados internacionais, com tradução simultânea.

15591053_1828631894083314_1766465320011066971_oWilson Souto, presidente da ABMI.
15585262_1828632004083303_5605229369564614733_oHeliana Marinho, coordenadora do SEBRAE.
15418350_1828632760749894_2644862276286968716_oRobert Singerman (CAB) em pé ao fundo e Tony van Veen (CEO CD Baby) ao microfone.

Painel: Como destacar seus conteúdos nas Plataformas Digitais

No primeiro painel do dia, profissionais apresentaram soluções para destacar conteúdos nas plataformas digitais. A mesa do painel foi composta por Tony van Veen (CEO CD Baby), Jason Peterson (CEO Go Digital Media Group), Allex Salles (Digital Music Brasil), Henrique Fares (Deezer) e o mediador Corciolli (Music Delivery/ABMI).

15540877_1828632227416614_4593704147119032005_oDa esquerda para direita: Corciolli (Music Delivery/ABMI), Henrique Fares (Deezer), Tony van Veen (CEO CD Baby), Allex Salles (Digital Music Brasil) e Jason Peterson (CEO Go Digital Media Group).

Rodada de Negócios (Speed Meeting)

De forma organizada e dinâmica, as empresas tiveram a chance de participar da rodada de negócios com mais de 25 empresas internacionais da Austrália, Alemanha, França, Canadá e Estados Unidos. Foi uma oportunidade de ter um momento direto com grandes profissionais do setor.

A Rodada de Negócios (Speed Meeting) do primeiro dia contou com a presença dos profissionais Andrew Stone (CHUGG MUSIC, Austrália), Ashley Gay (XELON ENTERTAINMENT, Austrália), Maggie Collins (BIGSOUND – TRIPLE J, Austrália), Warren Costello (LIBERATION MUSIC, Austrália), Hugo Casalinho (RFI – Radio, França), Christian Alexander (BACANA, Alemanha), Frank Abraham (Fcat, Alemanha), Allie Silver (FREE RADICAL PRODUCTIONS, Argentina), Barry Daffurn (CINQ MUSIC, EUA), Franz Schuller (INDICA RECORDS, Canada), Eric Kaye (DINER MUSIC LIBRARY, EUA), Jorge Sadi (FAROLATINO, Argentina) e Berti Hahn (WORLD MUSIC FESTIVAL HORIZONTE, Alemanha).

15418549_1829008687378968_4845195063390700291_oCuradores de festivais, agentes, selos, programadores de rádios, agregadores digitais em mesas posicionadas para receber os profissionais brasileiros inscritos no Rio Music Buzz.

Painel: Festivais Internacionais

Participaram do painel Marcelo Rodolfo (Festival Villa Lobos), Lu Araújo (Festival MIMO), Paul Cheetham (Reeperbahn Festival and Conference, Hamburgo, Alemanha), Clara Iaccarino (Perth International Arts Festival, Sydney, Australia). A mediação foi de Carlos Mills (Mills Records/ABMI).

Nesse painel, os participantes mostraram como fazem a curadoria de seus festivais. Apresentaram dicas de como participar de festivais de música, de como aumentar as chances de ser escolhido e quais os investimentos necessários.

15418310_1828128817466955_392303172588070431_oLu Araújo (Festival MIMO), Clara Iaccarino (Perth International Arts Festival, Sydney, Australia), Carlos Mills (Mills Records/ABMI), Paul Cheetham (Reeperbahn Festival and Conference, Hamburgo, Alemanha) e Marcelo Rodolfo (Festival Villa Lobos).

Happy Hour com o grupo Arranco de Varsóvia

No final de cada dia teve Happy Hour para a continuação do networking!

Quem assumiu a Happy Hour do primeiro dia foi o Arranco de Varsóvia, quarteto vocal especializado em samba. Surgido no Rio de Janeiro, no início dos anos 90, o Arranco lançou seu primeiro CD, Quem é de sambar, em 1997. Já fez espetáculos homenageando Noel, Vinicius, Lamartine, Cartola e cantou os sambas de Dorival, ao lado de Danilo Caymmi. Gravou em álbuns de Fatima Guedes, Aldir Blanc, Mart’nália, Hermínio Bello de Carvalho, no CD Agô! Pixinguinha, entre outros.

 

 

 

Dia 14 de dezembro

Painel: Exportação de Música

O segundo dia começou com o painel sobre exportação. Millie Millgate (Sounds Australia), Maggie Collins (Bigsound), Frank Abraham (FCAT), Berti Hahn (Festival Horizonte), Leandro Ribeiro (BMA) e o mediador  Corciolli (Music Delivery/ABMI) apresentaram estratégias e boas prática para a exportação de música.

15590688_1829009497378887_160542811508938853_oLeandro Ribeiro (BMA), Corciolli (Music Delivery/ABMI), Frank Abraham (FCAT), Millie Millgate (Sounds Australia) e Maggie Collins (Bigsound).

Rodada de Negócios (Speed Meeting)

O segundo dia de Rodada de Negócios contou com a participação de Andrew Stone (CHUGG MUSIC, Austrália), Ashley Gay (XELON ENTERTAINMENT, Australia), Allie Silver (FREE RADICAL PRODUCTIONS, Argentina), Warren Costello (LIBERATION MUSIC, Australia), Clara Iaccarino (PERTH INTERNATIONAL ARTS FESTIVAL, Australia), Franz Schuller (INDICA RECORDS, Canada), Jorge Sadi (FAROLATINO, Argentina), Barry Daffurn (CINQ MUSIC, EUA), Jason Peterson (CEO Go Digital Media Group, EUA), Paul Cheetham (REEPERBAHN FESTIVAL AND CONF., Alemanha) e Tony van Veen (CEO CD Baby, EUA).

IMG_3591Painel com o agendamento da Rodada de Negócios do segundo dia. Elogiado pela organização e eficiência.

Painel: Sincronização – Oportunidade de Negócio para sua Música

Daniela Colla mediou a palestra “Sincronização: oportunidade de negócio para a sua música” no segundo dia do Rio Music Buzz. Com mais de 10 anos de atuação voltada para o ramo de Direitos Autorais, especialmente nas indústrias musical e audiovisual, integra o escritório Di Blasi, Parente & Advogados Associados, além de fazer parte da Comissão de Direitos Autorais, Direitos Imateriais e Entretenimento da OAB/RJ. Participaram do painel os profissionais Rafael Pissurno (BR Trax), Eric Kaye (Diner Music Library), Daniel Figueiredo (Up Rights) e Scot Morris (APRA AMCOS).

15443108_1829008310712339_8309113027245961650_oRafael Pissurno (BR Trax), Eric Kaye (Diner Music Library), Daniel Figueiredo (Up Rights) e Scot Morris (APRA AMCOS) e Daniela Colla (Di BLasi).

Painel: Prêmios de Música

Gustavo Vasconcelos (PPM/ABMI) do Prêmio Profissionais da Música, Luiz Helenio (IATEC-RJ) do Prêmio Profissão Entretenimento e Socorro Lira do Prêmio Grão de Música, marcaram o bate-papo sobre a organização, curadoria e a importância dessas premiações.

15418403_1829008104045693_4332386034458353408_oSocorro Lira e Luiz Helenio.

Talk Show: Um Painel do Tempo – Do Vinil aos Dias Atuais

IMG_3629Com mediação de João Pimentel, Jards Macalé e Charles Gavin fecharam o ciclo de painéis do Rio Music Buzz com um talk show.

As mudanças de mercado sob o ponto de Jards Macalé, Charles Gavin e João Pimentel. Moderno na essência, inquieto e irreverente, Jards Macalé sempre esteve ligado aos principais nomes da vanguarda cultural. Artista múltiplo, ele transita com total liberdade em diversas esferas da arte e foi parceiro musical de magníficos poetas, cineastas e artistas plásticos. Seu nome surge naturalmente em qualquer relação ao conceito de artista independente. O talk show contou com a presença de Carlos Dafé na platéia.

 

 

Happy Hour com Ninah Jo

Ninah JoQuem comandou a Happy do último dia do Rio Music Buzz foi a Ninah Jo, curitibana que aterrissou no Rio de Janeiro. Foi uma das integrantes do grupo ¨Mulheres de ANtenas¨, que recebeu participações especiais de nomes como Moska, Isabella Taviani, Jorge Vercillo, Fátima Guedes, Fafy Siqueira.

Seu timbre inconfundível fez parte da trilha sonora da novela “Fina Estampa”, da Rede Globo, juntamente com o amigo Jorge Vercillo na música “Memória do Prazer”.

 

 

 

 

Showcases

Raquel Coutinho, Flavia Dantas e o DJ Ricardo Imperatore foram os escolhidos para animar os showcases no Teatro Odisséia nos dias 12 e 13 de dezembro.

Raquel Coutinho é reconhecida por suas criações que exploram o universo percussivo e eletrônico. A cantora lançou em 2015 seu 2º álbum, MINERAL. Inspirado na fusão da natureza com a cidade, a artista propõe um repertório basicamente autoral, que se apresenta sobre um rico  universo de sonoridades, mesclando linguagem contemporânea e timbres da música afro-brasileira. Raquel foi acompanhada pelos músicos André Valle (guitarra), jongui (bateria) e Richard Neves (teclados) na primeira noite de showcase.

IMG_3572Com seu doce canto, Flávia Dantas usou o seu timbre para embalar belas e novas bossas. O sotaque carioca alcançou um público atento, encantando a platéia do Teatro Odisséia na segunda noite. Flávia Dantas é carioca, cantora e compositora. Atualmente, participa da revitalização do Beco das Garrafas, é cantora da Orquestra Carioca de Samba e idealizadora dos projetos em homenagem a Nara Leão e João Gilberto. Tem um CD gravado pela Dabliú Discos (2012), intitulado Dois Faróis, cujo repertório é totalmente autoral.

 

O DJ Ricardo Imperatore, fechou os showcases nas duas noites. A primeira aparição de Ricardo Imperatore no cenário musical, Rio de Janeiro, foi como integrante da Banda BEL em 1984. A banda usava samba e rock para fazer suas misturas. Nas pistas de dança e nos shows a mistura era explosiva. Soava como uma máquina swingada de samba. Muito a frente de seu tempo eles
estiveram nos palcos e na cena durante 10 anos, até 1994.
Depois da Banda BEL iniciou carreira solo como baterista/percussionista. Em 2001 Imperatore começou o projeto solo boTECOeletro, agora como produtor. Música brasileira é o foco. Erudito, folk, pop, raiz. Imperatore vai onde possa achar todos esse estilos diversos e os usa como fonte para criar seu próprio som. Em dois anos de pesquisa junta e mistura todos esses elementos e cria o boTECOeletro. Composto e produzido por Imperatore o primeiro álbum do projeto recebeu o prêmio de melhor disco do Brasil, na categoria Eletrônica, do Prêmio TIM de Música 2005.

 

Agradecimentos

A ABMI e o SEBRAE agradecem o apoio da Brasil Music Exchange, BM&A, ApexBrasil, CAB, WIN, Teatro Odisséia, Mills Records, Prêmio Profissionais da Música 2017 e a Tratore.

Realização e Apoios